TOP NEWS

Atrocidades na região de Tigray, na Etiópia

Os Estados Unidos estão seriamente preocupados com as atrocidades relatadas e a deterioração geral da situação na região de Tigray, na Etiópia. Condenamos veementemente os assassinatos, remoções e deslocamentos forçados, agressões sexuais e outras violações extremamente graves dos direitos humanos e abusos cometidos por várias partes, denunciados por várias organizações em Tigray. Também estamos profundamente preocupados com o agravamento da crise humanitária. Os Estados Unidos repetidamente engajaram o governo etíope sobre a importância de acabar com a violência, garantindo o acesso humanitário desimpedido ao Tigray e permitindo uma investigação internacional completa e independente de todos os relatórios de violações, abusos e atrocidades dos direitos humanos. Os responsáveis ​​por eles devem ser responsabilizados.

Os Estados Unidos reconhecem as declarações de 26 de fevereiro do Escritório do Primeiro-Ministro etíope e do Ministério das Relações Exteriores prometendo acesso humanitário desimpedido, acolhendo o apoio internacional para investigações sobre violações e abusos de direitos humanos e se comprometendo com a responsabilidade total. A comunidade internacional precisa trabalhar coletivamente para garantir que esses compromissos sejam cumpridos.

A retirada imediata das forças da Eritreia e das forças regionais de Amhara de Tigray são os primeiros passos essenciais. Devem ser acompanhados por declarações unilaterais de cessação das hostilidades por todas as partes no conflito e um compromisso de permitir a entrega desimpedida de assistência às pessoas em Tigray. Os Estados Unidos estão empenhados em trabalhar com a comunidade internacional para atingir essas metas. Para esse fim, a USAID enviará uma Equipe de Resposta de Assistência a Desastres para a Etiópia para continuar fornecendo assistência que salva vidas.

Pedimos aos parceiros internacionais, especialmente a União Africana e parceiros regionais, que trabalhem conosco para enfrentar a crise em Tigray, inclusive por meio de ações na ONU e outros órgãos relevantes.

Os Estados Unidos continuam comprometidos em construir uma parceria duradoura com o povo etíope.